ÀS MÃES DO MUNDO


Mãe de mim, Mãe de todos

Nossa voz pelo mundo,
nosso tudo e mais
o amor mais profundo

uma lágrima, um suspiro,
um afago, um sorriso,
uma fera acuada
sem temer o perigo...

Podem mudar de endereço,
podem mudar de identidade,
podem ser novas, meninas
pobres, coroas, granfinas

sempre serão iguaizinhas
em nada diferem das outras
pra defender suas crias...

Marçal Filho.


MÃE!

Mãe querida, mãe amada
Mãe bonita, mãe adorada

És de luz o teu semblante
Do mais puro florescer
Se não fosse o seu carinho
O que seria do meu ser

Sempre busco na lembrança
O que me deixaste de herança
Ame e seja amado
Cultive e veja crescer

São palavras lagrimadas
De um choro incessante
Sei que olhas por mim
Eu percebo a todo instante

Mãe abençoada...
" Catarino Salvador "
Postar um comentário