POLUIÇÃO E COMPORTAMENTO HUMANO



Se pararmos para um momento de reflexão, chegaremos à conclusão que vivemos num mundo absolutamente insano e incoerente. Quando se discute o encontro dos líderes mundiais em Copenhague dentro de algumas semanas para discutir as mudanças climáticas um aspecto talvez tão importante como essa reunião não é comentado nem na Internet nem na imprensa: o quanto dos problemas climáticos são fruto do comportamento humano.
Levamos para casa milhares de sacolas plásticas quando vamos ao Supermercado. Uma estatística que li dizia que 12 milhões de sacolas por ano são fabricadas no Brasil. Eu achei que o número é mentiroso, ou seja menor que a realidade. E as outras embalagens então: quantos produtos que adquirimos que possuem três ou quatro embalagens, uma bela embalagem externa de pano ou papel, além do rótulo externo, uma caixa intermediária também com rótulo e selo e abrindo esta ainda nos deparamos com outra embalagem individual, às vezes plástica no caso de bombons. E nós pagamos por tudo isso, levamos para casa satisfeitos, e lá retiramos solenemente as embalagens que vão para o lixo.


Há ainda custos astronômicos de transporte que se quer tomamos conhecimento, por exemplo, li no The New York Times que peixes e frangos produzidos no EUA são transportados até a Ásia para serem embalados e levados de volta a supermercados americanos. Mesmo no Brasil muitas peças são produzidas e enviadas para a zona franca de Manaus onde vão compor um produto com outros componentes importados e remetidas de volta ao mercado consumidor.
Esses são apenas alguns aspectos a serem refletidos, se pararmos para uma análise mais profunda, ficaremos estarrecidos com nosso comportamento insano, sim nosso, pois aceitamos e participamos voluntariamente de todo esse desperdício, e mais, pagamos por tudo isso duas vezes: uma em dinheiro e outra com a deterioração do planeta deterioração esta que nossos netos e bisnetos certamente ainda estarão sentindo muito mais que nós e não será no bolso.

Embalagem Natural
Postar um comentário