MASCOTE DA COPA DO MUNDO 2014 É ESPÉCIE AMEAÇADA DE EXTINÇÃO.



A Fifa finalmente escolheu o mascote da copa do mundo do Brasil: o Tolypeutes tricinctus, o tatu-bola. Ele é o único tipo de tatu que só existe no Brasil, habitando as regiões do Cerrado e da Caatinga. O nome do tatu-bola é fácil de entender. Quando está ameaçado por predadores, ele se fecha no própria carapaça, formando uma bola. O animal foi proposto para mascote pela ONG Associação Caatinga, que atua no Ceará.

No Livro Vermelho das Espécies em Extinção, o tatu-bola é listado como “Vulnerável” porque sua população está em declínio. Estima-se que a quantidade de tatus-bola diminuiu 30% nos últimos dez anos, culpa da caça e destruição de habitat. Mas a situação já foi pior. No passado, pesquisadores chegaram a acreditar que a espécie estava extinta.

Hoje, o tatu-bola é encontrado em pelo menos seis Unidades de Conservação diferentes – como o Parque Nacional da Serra da Capivara (PI) e o Parque Ecológico do Jalapão (TO) -, o que ajuda a proteger a espécie.
Postar um comentário