IGREJA CATÓLICA RECONHECE QUE BIG BANG DEU ORIGEM AO UNIVERSO


 
A notícia não é nova, na realidade foi em 2011. Estranhamente não vi nenhuma divulgação do fato pela imprensa muito menos pela própria igreja.
Tentando amenizar a imagem de retrógrada da Igreja Católica, o Papa Bento XVI reconheceu o Big Bang como um evento legítimo – mas, segundo o pontífice, Deus teria causado o evento.
De acordo com o Papa, a criação do Universo não foi um acontecimento aleatório, que aconteceu por coincidência. Deus teria planejado o Big Bang.
A imagem de retrógrada da Igreja vem dos tempos em que Galileu foi condenado por pregar a teoria heliocêntrica , que dizia que a Terra girava ao redor do Sol, e não o contrário. Agora a igreja  está se aproximando mais da ciência, a medida que se afasta de seguir ensinamentos literais da Bíblia, buscando interpretá-los.
No ano passado, por exemplo, o prefeito da cidade do Vaticano, o Cardeal Giovanni Lajolo e mais uma comitiva de religiosos visitou o CERN, laboratório onde fica o Grande Colisor de Hádrons. De acordo com ele, a ciência irá ajudar a fé dos católicos a se purificar.
A declaração do Papa faz com que os criacionistas fiquem com um pé atrás – a Igreja, pelo menos a Igreja Católica Romana,  afinal, não divulgará  mais que Deus criou o mundo em seis dias e descansou no sétimo.
Todos que conhecem um pouco de História Geral sabem que a "cultura romana" nada tem de original, sendo em sua totalidade formada pela aquisição de conhecimentos e arte dos povos conquistados militarmente. Os cristãos eram uma pedra no sapato de Roma. Tanto que Jesus, mesmo tendo afirmado inúmeras vezes  que seu reino "não era deste mundo", foi considerado um perigo para o Estado e crucificado e os ditos  cristãos jogados em arenas para as feras, numa perseguição cruel e sanguinária.
Mas os Cristãos foram para as catacumbas subterrâneas, conseguindo sobreviver e logo ganharam a adesão de muitos. O que fizeram os romanos, então? Já que não conseguiram vencê-los, juntaram-se a eles, apropriando-se da religião emergente, não sem antes alterá-la para melhor servir aos seus intentos de dominação. Escrituras tomaram forma, trazendo em si dogmas inquestionáveis.
O papa Bento XVI, no início de 2011, declarou que a Igreja Católica aceita a realidade física do Big Bang, fazendo a ressalva de que não foi, de modo algum, um evento casual, aleatório ou fruto de uma variação quântica. Afirmou que o Big Bang foi fruto da vontade Divina e planejado "com antecedência" por Deus!
Incrivelmente, a mesma estratégia é usada.  Já que não puderam queimar Richard Feynman na fogueira, como queimaram Giordano Bruno, e Stephen Hawkins já está muito mais "preso" do que Galileu e mesmo assim continua descobrindo as profundezas da realidade física, resolvem se juntar ao inimigo novamente e desejam se apossar da ciência que agora é encarada pela Igreja Católica como uma ferramenta para purificar a fé dos Cristãos!
Postar um comentário