ENERGIA SOLAR - ILHAS TOKELAU PRIMEIRO TERRITÓRIO EXCLUSIVAMENTE MOVIDO A ENERGIA LIMPA


 
O pequeno arquipélago do Pacífico TOKELAU (Nova Zelândia) com três atóis  e 120 ilhas que abrigam 1500 habitantes, tornou-se o primeiro território do mundo  que produz toda sua eletricidade a partir de painéis solares. São 4.000 painéis solares para abastecer todas as ilhas.

O projeto foi realizado devido aos temores de que as ilhas poderão desaparecer com a elevação do nível dos mares devido às mudanças climáticas. Assim, apesar de que é minina a geração de gás de efeito estufa pelo arquipélago, a população quis levar a cabo o projeto como uma mensagem ao mundo, mostrando que a transição às fontes de energia renováveis é possível.

“É bom que possamos deixar de utilizar as centrais elétricas que funcionavam a diesel. Para gerar eletricidade as ilhas utilizavam 2.000 barris de petróleo por ano ao custo de 1 milhão de dólares. Assim, o projeto se pagará em 5 anos de utilização das baterias solares, que devem funcionar sem problemas ou necessidade de manutenção por 20 anos.

Em comunicado enviado à AFP, o coordenador do projeto, Mike Bassett-Smith, da empresa Powersmart Solar, responsável pela instalação do sistema, refere que “muitas nações do Pacífico têm dificuldade em fornecer uma alta proporção de acesso à energia elétrica à população, e, mesmo quando o fazem, a oferta desta energia a preços acessíveis é um desafio adicional”.

Assim, a instalação deste sistema elétrico, mais eficaz e ecológico que o anterior, “é um de grande importância para o contínuo bem-estar” da ilha Tokelau, acrescenta Bassett-Smith.

Agora, o próximo passo é estender a outras ilhas do arquipélago da Nova Zelândia, como as ilhas Cook e Tonga, este sistema de energia renovável.

“Concluído no prazo e dentro do orçamento, este projeto é um excelente exemplo de como pequenas nações do Pacífico podem liderar o caminho em direção à energia renovável”, salienta o ministro dos negócios estrangeiros da Nova Zelândia, Murray McCully.
 
Postar um comentário