HEROIS DE MARTE E SUAS FAÇANHAS

A "selfie" do Curiosity feita a partir de imagens obtidas com o instrumento MAHLI em abril e maio (NASA / JPL-Caltech / MSSS). Clique na imagem para a versão full.
Curiosity está em Marte a 2 anos  e 1 mes correto? Bem sim e não...depende do ponto de referencia. Pelo calendário ocidental terrestre, Curiosity desembarcou em Marte dia 05 de agosto de 2012 portanto está rodando por lá a 2 anos,1 mês e 17 dias. Mas se o ponto de referencia for Marte, lá um ano é de 686,9 dias, portanto o Curiosity está a 1 ano e 25 dias marcianos explorando o planeta vermelho. Clique na imagem para obter a versão full.
Agora é oficial, Opportunity da Nasa acumulou nesses
 
mais de 10 anos transitando pelo planeta vermelho 40,25 Km rodados



Mars Express
O principal objetivo da missão era o de pesquisar por água na superfície ou debaixo dela através do uso do aterrissador. Sete instrumentos a bordo do orbitador devem realizar uma série de pesquisas remotas a fim de estudar a atmosfera, a estrutura, a geologia e a composição de Marte.
Esperava-se que o aterrissador pudesse fornecer alguma informação sobre a possibilidade de Marte ter ou que venha a suportar formas de vida Vários dos instrumentos deste aterrissador, como o sistema de câmeras e alguns espectrômetros eram duplicatas da missão russa Mars 96, missão esta em que o foguete lançador falhou em pôr a sonda no espaço. A missão Mars 96 utilizou instrumentos e também foi financiada por vários países europeus.A estrutura básica desta sonda era baseada na sonda Rosetta da ESA na qual uma considerável quantidade de dinheiro foi gasto no seu desenvolvimento. Isto foi feito para reduzir o tempo de desenvolvimento e o custo da missão.
A sonda Mars Express deveria fornecer a capacidade de retransmitir dados de outros aterrissadores que venham a ser lançados por outras nações, como uma forma de integrar os esforços para a exploração de Marte.
Em 25 de dezembro de 2003, a sonda chegou a Marte e neste dia o aterrissador Beagle 2 entrou na atmosfera de Marte. Diversos contactos com o aterrissador falharam e ele foi considerado perdido em fevereiro de 2004.
Porém o orbitador opera normalmente, sendo anunciado em setembro de 2005, que a sonda entraria em sua fase estendida de dois anos, iniciando em Dezembro de 2005.


Odyssey tem servido como o principal meio de comunicação para os exploradores da NASA na superfície de Marte na última década, até a sonda Curiosity. Cerca de 85% das imagens e outros dados dos gêmeos Mars Exploration Rovers da NASA, Spirit e Opportunity, chegaram a Terra através do relé de comunicações por Odyssey. Odyssey continua a receber transmissões da sonda sobrevivente, Oportunidade, todos os dias. O orbitador ajudou a analisar locais de pouso em potencial para as sondas e realizou a mesma tarefa para a missão Phoenix, da Nasa, que pousou em Marte em maio de 2008. Odyssey auxiliou também a Mars Reconnaissance Orbiter, da Nasa, que chegou a Marte em Março de 2006.
A nave Mars Reconnaissance Orbiter foi lançada pela Nasa em agosto de 2005 e sua missão era encontrar água no planeta, poder localizar aquíferos subterrâneos. Essa nave foi equipada com lentes de uma maior resolução para obter imagens mais nítidas do planeta.
Com essas missões e todo esse investimento, Marte é hoje um planeta razoavelmente conhecido por nós e o será muito mais  ainda nos próximos anos. Temos uma visão de Marte melhor do que da Lua por exemplo, como está foto de um entardecer marciano tirada pelo Curiosity.





 

 
 


Postar um comentário