UM LUGAR PARA A ETERNIDADE


COMETA 67P
 
AGILKIA é o nome de uma ilha situada no canal do Rio Nilo, ao sul do Egito, e que adquiriu fama mundial durante a construção da represa de Asuan, pois suas águas ameaçavam submergir  um dos mais famosos complexos de templos so Antigo Egito. Para evitar isso os templos foram desmontados peça por peça e transportados desde a ilha de Philae até Agilkia onde foram montados novamente. Foi uma das maiores e mais memoráveis, por tudo que representava salvar um dos grandes patrimônios da humanidade, conquista tecnológica do século XX. E talvez não seja surpreendente que décadas depois esse mesmo nome seja o do cenário de uma das maiores façanhas da história da exploração espacial, se tiver êxito.

Finalmente conhecemos a região onde deverá pousar o módulo Philae da Sonda Rosetta  sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko  É o Sitio "J" O momento de pouso, tão aguardado pois entrará para os livros de história como a primeira vez em que pousaremos em um pequeno cometa de apenas 5 Km de diâmetro que está a mais de 400 milhões de Km da Terra se deslocando por algo tão gigantesco como o Sistema Solar a uma vertiginosa velocidade de mais de 55.000 km por hora, será dia 12 de novembro. 
 
Não podia ser o nome mais apropriado, comenta Fred Jansen, responsável pela missão Rosetta para a ESA. “ O translado dos templos desde a ilha de Philae até Agilkia foi um projeto tecnológico de grande envergadura levado a cabo nos anos 60 e 70 do século XX para preservar um conjunto arqueológico de grande valor histórico. Dentro de 6 dias Philae se separará de Rosetta fará sua aterrissagem sobre o cometa 67P numa área também batizada de Agilkia. No dia 12 de novembro tentaremos realizar a primeira aterrissagem suave da história sobre a superfície de um cometa, um projeto muito mais ambicioso para ajudar a desvendar os segredos de nossas origens.
CENTRO DE OPERAÇÕES ESPACIAIS EUROPÉIA (ESA)

 
 
Postar um comentário