BELEZA E MISTÉRIOS NA GALAXIA DO REDEMOINHO



No dia 13 de outubro de 1773, o astrônomo Charles Messier, descobriu a galáxia do Redemoinho, primeira a ser classificada como uma galáxia espiral que se liga a uma galáxia satélite. É atualmente uma das mais conhecidas do firmamento.
Também chamada Objeto Messier 51, M51 ou NGC 5194 ou ainda Galáxia Torbellino, esta galáxia atua com um núcleo galáctico ativo NGC 5195 na constelação Canes Venatici  (cachorro caçador).
Recentemente se estimou sua localização a 23 milhões de anos luz da Via Láctea, mas diferentes métodos dão sua localização entre 15 e 35 milhões de anos luz. Apesar dessa distância, Messier 51 e sua companheira NGC 5195 podem ser vistas facilmente pelos astrônomos, inclusive através de binóculos potentes.

A Galáxia do Redemoinho é também objeto de estudos pelos astrônomos profissionais que buscam entender mais sobre a estrutura das galáxias (em particular com a estrutura associada com os braços em espiral) e suas interações.


Postar um comentário