MOMENTO DE REFLEXÃO SOBRE ESSÊNCIA E APARÊNCIA




Nietzsche dizia que as aparências são a realidade, enquanto a nossa essência é apenas uma ilusão que criamos para podermos encarar a efemeridade da vida e a constante mutação da realidade.
Em contrapartida, José Saramago diz que a visão nos cega, fazendo que prestemos atenção apenas às aparências nos distanciando da essência, dizendo que o que não vemos é a realidade.
Não importa onde minha vida me leva, é melhor eu acabar em algum lugar onde eu possa olhar para as estrelas e nunca ficar entediado.
Sei que o que estarei vendo é algo muito diminuto da realidade que passa por detrás desses mundos e astros, mas assim é a vida e temos que nos conformar com nossas limitações.
Aquelas luzes são apenas reflexo de um passado, muitas nem mais existem. Minha vida também é resultado de um passado e, se olhar pela ciência, também resultado dos meus antepassados.
Mas é muito bom olhar as aparências também. Através delas e do conhecimento chegamos mais perto da essência .

Em tudo está um rasgo de realidade. Olhando as estrelas à noite, ou uma multidão durante o dia, temos aparência e realidade se completando para nos apresentar o significado dessa coisa chamada vida.
Postar um comentário