OS MAIORES DEFEITOS DO CORPO HUMANO




Vamos ser honestos. O corpo humano não é uma máquina perfeita, muito pelo contrário, um pouco desastrosa. Nossos corpos não mostram essencialmente nenhuma design inteligente..

De acordo com o biólogo evolucionista Matan Shelomi, do Instituto Max Planck de Ecologia Química (Alemanha), como a maioria dos mamíferos, os humanos transpiram para equilibrar a sua temperatura corporal; no entanto, muitos animais não têm glândulas sudoríparas como nós. Nossa termorregulação é a menos eficiente no mundo dos mamíferos, apenas acompanhados por macacos e cavalos, que têm muitas glândulas sudoríparas (especialmente nas axilas), como nós.
Por que nós suamos tanto? Suar ou transpirar é o mecanismo do corpo que nos mantém frescos e evita o superaquecimento em ambientes quentes ou durante exercícios ou esforço físicos. A transpiração excessiva não é muito eficiente, mas tem a sua explicação evolutiva. Os seres humanos transpiram como herança genética de nossos parentes mais próximos evolutivos, os primatas não humanos.

Outro defeito: nossas pálpebras. Nossas pálpebras não nos protegem do pó. Em comparação com as pálpebras de outros animais, as nossas deixam muito a desejar. A maioria dos animais têm dois conjuntos de pálpebras, um que mantém a luz e outro que permite que o olho fique limpo e seco para ver claramente. Patologias como a síndrome do olho seco e muitas outros problemas oculares não existiriam se possuíssemos um design melhor do olho (não precisar de óculos para natação, por exemplo).
Seguindo com os olhos, a verdade é que a nossa visão periférica é bastante ... medíocre. Pombos, por exemplo, embora incapaz de ver em 3D,  eles podem ver quase tudo o que têm em torno por ter um olho em cada lado da cabeça. É claro que muitos acidentes de carro não ocorreriam se a nossa visão periférica fosse melhor.


Assim, podemos citar muitos outros exemplos de defeitos de nosso corpo, mas sabemos que a evolução não procura a perfeição, mas a adaptação. Nossas falhas, não costumam colocar-nos em risco de morte e com o passar do tempo, no passado, no presente e no futuro, a tecnologia vai superar as muitas deficiências do nosso corpo e estender nosso alcance.
Postar um comentário